Opinião

Essa história não pode parar!

Da Redação
Escrito por Da Redação

Na década de 90, um visionário me procurou para buscar apoio, divulgação no empreendimento que havia projetado. Sim, o achei visionário porque me parecia quase impossível levar a bom termo seu projeto. Falo de Clemente Miesnikowski, o idealizador do Bento Vôlei. Clemente queria me convencer, na época, que o seu projeto “Vôlei 2000” era viável e que, no ano de 2000, Bento Gonçalves poderia ter um time disputando a Super Liga Nacional. Seu entusiasmo, porém, me contagiou e passei a divulgar seu projeto e ações na Coluna. Pois o “visionário”, antes de 2000, colocou o Bento Vôlei na Super Liga. Sempre imaginei as imensas dificuldades que ele teria nesse projeto, já que o vôlei não era, na época, um esporte que poderia empolgar aqui, em Bento Gonçalves.

Essa história não pode parar! II

Pois bem, Bento Gonçalves passou a ser conhecida também pelo Vôlei, já que o ginásio de esportes recebia, invariavelmente, excelentes públicos nos jogos aqui realizados e transmitidos em rede nacional de televisão. Mas, claro, as dificuldades foram se multiplicando na medida em que as exigências para sustentação do projeto cresciam. A falta de apoio financeiro impossibilitava a continuidade do projeto. Mesmo assim, o projeto sobreviveu graças ao esforço hercúleo de alguns abnegados. Em junho o Projeto Social do vôlei já tinha 720 crianças inscritas nas oficinas do voleibol. As categorias de base do Bento Vôlei estão conquistando títulos e mais títulos, além de ter atletas convocados para seleções Gaúcha e Brasileira. Como se vê, o Projeto é de extrema seriedade.

Vamos deixar parar?

Pois é, depois de tanta luta, tanto esforço para reviver esse projeto, Bento Gonçalves não pode deixá-lo retroceder agora. Há municípios sem o potencial e poderio econômico de Bento que possuem projetos semelhantes, mesmo em outras áreas, como a ACBF de Carlos Barbosa. Entendo, pois, que há que se formar uma forte corrente entre o Poder Público e o privado objetivando abraçar o Bento Vôlei. Não é possível permitir-se que esse projeto social e de categorias de base esmoreça, bem com o Bento Vôlei seja impossibilitado de participar da Super Liga Nacional por falta de recursos financeiros que lhe ofereçam condições de praticar o esporte em alto nível. Certamente, o povo de Bento Gonçalves não gostaria de ver esse projeto parar. Vamos deixar?

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário