Esportes

Espaço Gre-Nal — Outubro: Semana 4

Lucas Delgado
Escrito por Lucas Delgado

INTERNACIONAL

Mudanças pontuais – por opção ou necessidade – estão sendo definidas na cabeça de Guto Ferreira para a próxima rodada da Série B. Como intuito de se afastar, de vez, do quinto colocado, o jogo de hoje, em casa, será fundamental para praticamente assegurar a vaga à primeira divisão de forma antecipada.

Ainda com a mesma base de time titular das últimas três rodadas – jogos invictos -, o Inter encara o também aspirante ao acesso à Série A do ano que vem prevendo mudanças pontuais.

A principal troca é por opção de Guto Ferreira. O técnico anunciou a mudança no flanco direito colorado: sai Cláudio Winck, entra Alemão. O novo titular agradou ao técnico em seu retorno após um período de lesão em que se ausentou e abriu chance para Winck assumir a titularidade. Agora, com ritmo de jogo e readaptado aos companheiro, Alemão fica com o posto principal de lateral direito.

As outras duas alterações no 11-inicial são por necessidade. O volante Rodrigo Dourado, que havia desfalcado o Inter por três semanas e retornado na rodada passada, recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Em seu lugar, entra o jovem Charles, que chegou a ser titular absoluto por algumas rodadas da Série B.

A ausência mais sentida será de Leandro Damião. O centroavante sentiu a coxa mais uma vez e teve sua ausência confirmada no treinamento que antecedeu a partida. Em seu lugar, entra Roberson, que vinha sendo pouco utilizado.

Guto explicou em coletiva de imprensa a opção pelo atacante: “Ele tem trabalhado situações de mobilidade, de intensidade de jogo. Nos treinamentos tem mostrado isso há um bom tempo. Pode ser um jogador que pode sim atender a nossa necessidade” explica. O Inter de Roberson recebe o Ceará no Beira-Rio na tarde de hoje, às 17h30min.

 

GRÊMIO

Um pé e meio na final da Copa Libertadores da América. Essa é a situação do tricolor após a expressiva vitória sobre o Barcelona na quarta-feira, 25, em Guayaquil, no Equador. Ainda de ressaca do triunfo do meio de semana, o Grêmio se prepara para encarar o Avaí, na Ressacada.

Nem mesmo o mais otimista torcedor do Grêmio imaginava um triunfo tão expressivo na primeira partida das quartas de final da Libertadores. Em Guayaquil, contra o Barcelona, Luan deu show, Marcelo Grohe fez milagre e os gaúchos praticamente asseguraram seu lugar como finalista do continental.

Os dois gols do atacante e outro, de falta, do lateral Edilson, deram tranquilidade à equipe para o jogo de volta, na quarta-feira, 1º de novembro. O destaque individual, entretanto, ficou com Marcelo Grohe, que fez a defesa do ano no futebol mundial, de acordo com jornais e especialistas de todo o mundo. Entretanto, nem mesmo as excelentes atuações individuais e, sobretudo, coletiva do Grêmio tranquilizam por completo o técnico Renato Portaluppi. “O Grêmio não está na final da Libertadores. Não foi com esse placar, mas o Barcelona já deu provas de quanto ele é eficiente fora de casa”, afirma, cauteloso.

Antes da decisão com o Barcelona na Arena, o Grêmio encara o Avaí, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após os consecutivos tropeços do líder Corinthians, as equipes do pelotão de trás passaram a acreditar em chances de título. Para o Grêmio, a lógica segue a mesma. Entretanto, para o jogo em Santa Catarina, Renato coloca os reservas, a fim de poupar o elenco para a Libertadores.

O Grêmio enfrenta o Avaí amanhã, 29, no Estádio da Ressacada. Enquanto o tricolor procura manter-se entre os líderes, o time catarinense precisa da vitória para fugir do rebaixamento.

Sobre o autor

Lucas Delgado

Lucas Delgado

esporte@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário