Cultura

Epopeia Italiana reinaugura de cara nova

Cleunice Pellenz
Escrito por Cleunice Pellenz

Parque Temático, que conta a história da imigração, foi revitalizado; projeto de modernização durou cinco meses

 

Uma viagem no tempo para conhecer a trajetória dos imigrantes italianos. Assim pode ser definido o Parque Temático Epopeia Italiana, que foi reinaugurado nesta semana, de cara nova para receber a comunidade e turistas. Esta é uma das principais atrações do grupo Giordani Turismo.

Prestes a completar 14 anos no mês de dezembro, a atração conta a história do casal Lázaro e Rosa que, acompanhados de seus amigos, saíram da Itália para tentar a vida na América. Apesar das dificuldades, chegaram ao Brasil com muitas perspectivas e, aos poucos, a trajetória deles neste país surtiu resultados positivos.

O planejamento do projeto iniciou há quase dois anos, mas foi executado em cinco meses. Ao todo, aproximadamente 50 pessoas trabalharam, desde junho, na revitalização do parque, que passou por diferentes etapas, como o atendimento aos visitantes, trilha sonora, textos, vídeos, iluminação, cenário, entre outros aspectos, para manter a fidelização do Epopeia Italiana com toda sua história. “Depois de quase 14 anos do Parque Temático, chegou o momento de presentearmos a comunidade e os turistas com um ambiente revitalizado”, explica a diretora Andréia Zucchi.

Contar a história, sem sair de sua origem, foi o passo mais importante. “É uma alegria poder compartilhar a nossa alegria. Queríamos humanizar a trajetória deles, mas sem perder sua essência. Muitas pessoas nos ajudaram e queremos agradecer a cada uma delas”, salienta a diretora Susana Giordani.

Segundo ela, o investimento foi grande, não em termos financeiros, mas na quebra de paradigmas. “Acreditamos e apostamos na nova proposta”, ressalta.

Para a renovação, a Giordani buscou a expertise e experiência de mais de 10 anos da D’arte Multiarte, de Canela, referência em concepção, criação e execução de espetáculos, cenografias e humanização de cenários.

O diretor artístico da empresa, Rodrigo Cadorin, explicou o passo a passo do projeto. “Nosso trabalho foi diagnosticar, formular o projeto, identificar os principais pontos para entregar uma história emocionante a cada um que passa aqui”, diz. Ele ressalta que fez questão de manter e salientar os pontos que julgava importantes. “Meu intuito foi tratar a história deles como se fosse a trajetória de cada pessoa que estiver no local. Quero que cada uma se identifique com o percurso”, enfatiza.

Quem visitar o local poderá embarcar em uma história emocionante, recheada de surpresas a cada novo cenário, em um belo espetáculo de som e luz. “Encaramos esta revitalização como algo encantador, em que a história flui sem nenhuma interferência. É algo fantástico”, celebra.

Ao final da visitação, o público pode tirar fotos à moda antiga, conferir objetos dos antepassados, e um baú trazido pelo casal em sua viagem de vinda para o Brasil.

Sobre o autor

Cleunice Pellenz

Cleunice Pellenz

geral5@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário