Cultura

Enart 2018: passaporte garantido para a etapa final

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Entidades tradicionalistas de Bento e região estarão representadas no maior festival de arte amadora da América Latina

O final de semana proporcionou fortes emoções para as entidades tradicionalistas de Bento Gonçalves e região que participaram da etapa inter-regional do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart), realizada no Parque do Imigrante em Lajeado, no Vale do Taquari. Após concorrer com dezenas de entidades, oriundas de 10 regiões tradicionalistas do estado e cerca de 1000 artistas, representando 100 cidades, as invernadas dos Centros de Tradições Gaúchas (CTG) Laço Velho, Paisanos da Tradição e Pousada dos Carreteiros obtiveram o passaporte para disputar a fase final do evento na categoria Danças Tradicionais – Força B, nos dias 16 a 18 de novembro, no Parque da Oktoberfest, em, Santa Cruz do Sul. Além disso, a região terá representantes nos concursos individuais.

 

Durante um ano, jovens e adultos dedicam o seu tempo para buscar a tão sonhada vaga à final do Enart. É um trabalho que exige dedicação e que leva um certo tempo para se construir. Para a coordenadora e integrante do grupo Adulto do CTG Pousada dos Carreteiros, Daniele Zardo, o anúncio do resultado foi uma mistura de emoções e reconhecimento do esforço. “Ao ouvir o nome da nossa entidade foi um misto de emoções que até lágrimas escorreram pelo rosto. São sentimentos de felicidade e sensação de dever cumprido. Ao mesmo tempo de preocupação, pois temos mais trabalho pela frente”, garante. A relação dos classificados foi divulgada ainda no sábado à noite, quando o CTG Laço Velho se sagrava campeão desta etapa, seguido da entidade de Cotiporã. A 10ª vaga ficou com a invernada do CTG Paisanos da Tradição.

Agora, os grupos devem intensificar os ensaios para buscar a tão sonhada premiação deste que é considerado o maior evento de arte amadora da América Latina. Conforme Lucas Contini, integrante do elenco do CTG Paisanos da Tradição, os ensaios serão intensificados, sendo realizados três vezes por semana. Além disso, Contini adianta que uma nova coreografia de saída, intitulada “Ferrovia do Vinho”, será elaborada para ser apresentada em Santa Cruz. “Vamos aumentar a sequência de preparação, inclusive aos domingos, onde ensaiaremos em dois turnos para melhorar a nossa performance”, explica.

Para a coordenadora das invernadas do CTG Laço Velho, Vivian Sganzerla, após ter o sonho interrompido em 2017, quando o grupo foi desclassificado em Uruguaiana, a vitória serviu de motivação para o grupo unir-se em busca da classificação deste ano. “Com muita dedicação e determinação, esses jovens se sujeitaram a muitas horas de ensaios em busca desse sonho. E ouvir a classificação de 1º lugar foi, com certeza, uma gratificação dos esforços, afastando de vez aquele resultado ruim do ano passado”, enfatiza.
Além das danças tradicionais, o evento contou com a participação de artistas em modalidades individuais, como gaita, declamação, solista vocal, danças gaúchas de salão, entre outros. Eles também garantiram a sua vaga na etapa final.

Classificados nas modalidades individuais

Declamação Masculina – Flávio Soccol – CTG Guadério Serrano – Bento Gonçalves

Declamação Feminina – Sabrina Beltran Tumelero – CTG Laço Velho – Bento Gonçalves

Danças Gaúchas de Salão – Rangel Rottoli e Aline de Borba Spadini – CTG Trilha Serrana – Carlos Barbosa

Causo – Gilberto Pereira Bittencourt – CTG Trilha Serrana – Carlos Barbosa

Violão – Everton Pessoa de Bairros – CTG Laço Velho – Bento Gonçalves

Solista Vocal Feminino – Jordana de Marco Giacomelli – CTG Pousada dos Carreteiros – Cotiporã

Solista Vocal Masculino – Lucas Contini – CTG Paisanos da Tradição – Bento Gonçalves
Raphael Luciano Scarton – CTG Pousada dos Carreteiros – Cotiporã

Gaita Piano – Wesley Canal Grolli – CTG Trilha Serrana – Carlos Barbosa

 

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário