Saúde

Em Garibaldi, ausências a serviços de saúde devem ser comunicadas

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Números divulgados pela SMS de Garibaldi apontam cerca de 400 faltas em consultas médicas

Cerca de 400 consultas médicas, odontológicas, exames e serviços de enfermagem, fisioterapia e saúde mental, que envolvem assistente social, fonoaudióloga, psicóloga, psiquiatra e neurologista, deixaram de ser realizadas no mês de outubro em nos postos de saúde de Garibaldi. Esse foi o número divulgado pela secretaria municipal de Saúde do município na quarta-feira, 28. O resultado das ausências acarreta, segundo a Administração Municipal, em desperdício de dinheiro público.

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Simone Agostini de Moraes, oferecer serviços de saúde de qualidade é uma das prioridades do município. No entanto, a comunidade precisa fazer a sua parte, comparecendo às consultas previamente agendadas, bem como, na retirada de exames realizados. “Investimos em muitos exames que nem são retirados posteriormente”, lamenta.

A resposável pela pasta diz ainda que se o paciente estiver impossibilitado de ir à consultas ou desistir de algum procedimento, que ligue para a Unidade Básica de Saúde onde o serviço foi agendado e comunique a ausência. “Assim, podemos chamar outro paciente que pode estar esperando”, acrescenta Simone. “Pedimos, mais uma vez, que as pessoas avisem se não puderem comparecer aos serviços. Além do descaso com o dinheiro público, a ausência é um desrespeito a quem está na fila aguardando”, reforça a secretária.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário