Antônio Frizzo

E vai piorar!

Antônio Frizzo
Escrito por Antônio Frizzo

E VAI PIORAR!
O governo do Estado, que aumentou, com o aval da maioria da Assembleia Legislativa, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS – no início do mandato, em 1% “a varrer”, ou seja, sobre TODOS os produtos e 5% sobre energia elétrica, telefonia e combustíveis, o que resultou, na prática, percentual maior, por ser “por dentro” (desculpem-me os que sabem disso, mas a maioria do povo não sabe), ou seja, o governo cobra o ICMS sobre ele mesmo (o que é inconstitucional, SMJ), não se satisfaz com essa paulada que aplicou no povo gaúcho.

E MUITO BREVEMENTE…
Mesmo com o aumento brutal dos combustíveis, ele “decidiu” mudar a pauta do ICMS. Como todos sabem, o governo cobra o imposto sobre um “valor de pauta”, que ele mesmo determina. Assim sendo, nesta segunda-feira o valor de pauta aumentou em R$ 0,36. Com isso, o ICMS acarretou num aumento de R$ 0,11 nas bombas. Há municípios em que a gasolina já superou os R$ 5,00 por litro. E o “Sartorão da Massa” pensa em reeleição. Alguém duvida? Mesmo que vá piorar?

A CLASSE DOS “DE BEM” …
Sim, e “do bem” também, teve representantes presos às dezenas, envolvidas em roubos de carros de luxo, em venda de peças e outras coisas mais. Certamente, alguns deles estiveram nas “manifestações contra a corrupção”, não é mesmo? E por que eles roubam e furtam veículos de luxo, desmanchando vários para vender peças pela internet? Porque há muitas outras pessoas “do bem” e “de bem” QUE AS COMPRAM. Isso acontece também com itens furtados ou roubados de residências, como TVs, rádios, computadores, notebooks, etc.

MAS, ELES PROTESTAM, NÃO?
Essas pessoas “de e do bem” não hesitam em “levar vantagem”, comprando os produtos por “preços mais acessíveis”. E são gente dessa representação que alimentam o tráfico de drogas e a criminalidade dele advinda, na medida em que são seus maiores consumidores. Esse Brasil tem solução? Obviamente, não! Os corruptos são “os outros” e os políticos, né?

SERÁ VERDADE?
Leio na imprensa do centro do País que cidadãos entraram na justiça com uma Ação Popular contra o Exército. O motivo? Houve uma licitação na qual a compra de caviar, toneladas de camarões e bebidas alcoólicas constavam do Edital. Bem, particularmente, não creio que há gente dentro do valoroso exército brasileiro que tenha a coragem de fazer algo assim. Afinal, há muitos setores da sociedade – certamente não muito esclarecida – que os quer, novamente, no poder, num “regime de intervenção”. Por isso, é melhor esperar que a justiça faça a sua parte e esclareça essas coisas aí.

E SEGUE O BAILE…
Pois é, com Copa do Mundo ou sem Copa do Mundo os ladrões, corruptos, sem resquícios de vergonha na cara continuam saqueando os cofres públicos e fazendo malfeitorias. Gente ligada ao PTB – do já condenado Roberto Jeferson – está sendo investigada por fraudes no Ministério do Trabalho, entregue ao partido pelo golpista e investigado Michel Temer, com poderes totais e absolutos. Antes foi a filha do Jeferson a denunciada e agora foram vários deputados e assessores. O desgoverno de Temer está recheado de “investigados” – por assim dizer -, ocupando cargos em ministérios. Quantos estão ou serão presos, afinal? Ou ainda há dúvidas sobre o que eles são capazes de fazer? Pois é, enquanto muitos se preocupam, AINDA, com o preso Lula, os demais continuam “fazendo a festa”. Até quando, mesmo?

BEIRA O RIDÍCULO, ATÉ!
Enquanto ainda há gente falando em “comunismo” e “socialismo” no Brasil, os riquinhos seguem se multiplicando. Milionários brasileiros aumentaram consideravelmente. “Famíglias” brasileiras, rentistas por vocação, detém a maioria dos bilhões da dívida pública e recebem bilhões dos juros que pagamos. Os bilionários detêm a mesma riqueza que a metade mais pobre da população, enquanto 82% da riqueza do mundo está nas mãos do super-ricos. Parece mentira que alguém ainda pense que há algum partido ou algum político que queira implantar comunismo ou socialismo num país de capitalismo selvagem, predador, como o Brasil.

ACREDITEM, ERA ASSIM!
Os jovens de hoje podem não acreditar, mas se fizerem uma breve pesquisa descobrirão que houve um tempo, não muito distante, em que os governos estaduais e o federal construíam estradas asfaltadas utilizando dinheiro dos impostos que pagamos, SEM se valer de pedágios. O IPVA tinha esse fim e não se pagavam as placas de veículos, além de não existirem pardais e radares multando. Agora, convenceram a maioria dos usuários de que “os pedágios são IMPRESCINDÍVEIS” e entregam as rodovias JÁ PRONTAS E PAGAS POR NÓS aos “amigos”. Mas, até a Rodovia do Parque, cara-pálida? Assumam e gritem a sua incompetência, senhores!

ÚLTIMAS

Primeira
As passagens interurbanas aumentaram mais de 20%. Para ir a Porto Alegre, duas pessoas têm muito mais vantagem indo de carro próprio. Façam as contas!

Segunda
A venda de ações do Banrisul está sob investigação. Por que será, hein? Algo errado no valor da venda? Será que houve algum engano de parte do Governo do Estado?

Terceira
A diferença de até 600% no preço de remédios, denunciada na Band TV, é caso de polícia. Como pode uma monstruosidade dessas continuar acontecendo?

Quarta
E por inacreditável que pareça, seguem as fraudes BILIONÁRIAS nas próteses e equipamentos médicos no governo do Rio de Janeiro. Al Capone dá cambalhotas no túmulo. Gostaria de ter sido brasileiro;

Quinta
Conta de energia elétrica aumentou mais de 20%. Já culparam um governo por ter REDUZIDO em 20%. Quem culparão agora? Ah, sim! A Estiagem!

Sexta
Tóffoli manda arquivar inquérito contra ex-ministro, deputado do PSDB, denunciado pela Odebrecht. A indignação é menor que quando ocorre o mesmo com membros de outros partidos, não é mesmo?

Sétima
Será que a Copa do Mundo deixará os torcedores de Grêmio e Inter mais exigentes? Aposto que sim. É esperar dia 18, na retomada do Brasileirão, para ver.

Sobre o autor

Antônio Frizzo

Antônio Frizzo

Economista e colunista do Jornal Semanário há 35 anos.
antoniofrizzo@italnet.com.br
www.jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário