Plantão

Divisão Acesso: Esportivo busca se manter no topo

Guilherme Kalsing
Escrito por Guilherme Kalsing

Mesmo tendo conquistado a classificação antecipada, o Esportivo mantém o discurso de buscar a manutenção da liderança da chave B, da Divisão da Acesso. Para isso, terá que vencer hoje, às 15h30, o Ypiranga, em Erechim ou torcer para um tropeço do Glória.

O técnico Carlos Moraes projeta um confronto complicado. “Sabemos das dificuldades do jogo. O adversário é duro, candidato ao acesso e tem nosso respeito. Eles precisam vencer para se manter em terceiro na tabela. No turno, foi um jogo duro, mesmo com a gente vencendo. Nós temos o objetivo de vencer, ficar na liderança que é importante”, aponta. O pensamento se justifica, tendo em vista que o canarinho conseguiu após a chegada da Fabiano Daitx uma recuperação na competição, tanto que atingiu a vaga por antecipação.

A montagem do time

Moraes confirmou que há um planejamento de preservar jogadores com risco de lesão e por cartões. “Não vamos sequer levar esses atletas. Temos um grupo maior, com novas opções que nos dá a possibilidade de montar uma equipe competitiva. Não podemos perder ninguém em função da próxima fase que irá decidir a competição”, destaca.

A certeza é que no gol, Walker irá substituir Jonatas, expulso contra o São Borja. Cleiton retorna de suspensão e deve ocupar a vaga de Gullithy, que sentiu dores antes do último jogo e tem dois cartões acumulados.
Na direita, Jackson, também deve retomar a posição ocupada por Bovi, que pode atuar em outra região do campo. No outro lado, Xaro deve permanecer.
Já no meio-campo e ataque, mais dúvidas. Nunes deve ser o único a atuar. Robert, Toni Jr, pendurados não devem atuar e podem sequer viajar. Athos e Zulu devem ser opções no banco.
Dentro desta ideia, há espaço para novidades, como Eduardinho e Diego Torres. Moraes, falou sobre os dois atletas. “O Eduardinho temos a intenção de utilizá-lo desde o início. Ele vem de lesão, e não deve jogar até o fim. O Diego deve entrar no decorrer até para se entrosar e conhecer melhor os companheiros”, projeta.

Em meio a tantas dúvidas, o provável Esportivo: Walker; Tiago Cortes, Cleiton, Douglão; Jackson, Nunes, Eduardinho, Xaro; Gustavo Xuxa, Diogo e Nena (Zulu).

As diversas possibilidades de adversários nas quartas

Duas coisas são certas para o Esportivo antes da última rodada. A primeira é de ficar pelo menos na segunda colocação do grupo B. Outra é que não irá enfrentar o do São Paulo, de Rio Grande, líder do grupo A.

A partir disso, há incertezas sobre o caminho e os adversários do Alviazul. Isso porque, no grupo A, cinco times lutam por três vagas, sendo que Guarani, Bagé e Lajeadense tem a mesma pontuação, 19. Fora da zona de classificação, mas com chances, estão São Gabriel e Cruzeiro.

Entre as possibilidades, a mais remota é o Guarani, tendo em vista que a equipe recebe em casa, o já rebaixado Farroupilha e deve confirmar o 2º lugar. São Gabriel e Bagé – encontro de 5º contra 3º lugar– jogam entre si na Terra dos Marechais, onde quem vencer segue no torneio.

O Lajeadense, que se o campeonato tivesse encerrado antes da rodada de hoje, seria o adversário do Alviazul no mata-mata, enfrentará o líder São Paulo, com time misto, o que pode tornar sua classificação mais fácil. Correndo por fora está o Cruzeiro que pega o eliminado Inter-SM, precisando vencer e torcer por empate entre São Gabriel e Bagé ou que o Lajeadense não tenha êxito.

Já no grupo B que tem o Esportivo, a situação mais dramática é do Passo Fundo, que precisa vencer, e por boa margem de gols, o Tupi. E ainda esperar o julgamento no TJD que lhe tirou três pontos após denúncia do São Borja. Além disso, torcer para que o Igrejinha, em casa, não vença o Glória.

Sobre o autor

Guilherme Kalsing

Guilherme Kalsing

Deixe um comentário