Regional

Descarte incorreto de material contaminado é registrado em Carlos Barbosa

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Um novo registro de descarte incorreto de material contaminado foi encontrado na coleta seletiva de Carlos Barbosa. Dessa vez, a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente localizou agulhas, seringas, ampolas, material contaminado com secreções e medicamentos de uso veterinário e humano. Junto do material, a equipe encontrou ainda mais de 100 blister (cartelas) de medicamentos variados. Em algumas embalagens, haviam os medicamentos lacrados e dentro do prazo de validade.

De acordo com a Secretaria, essa não é a primeira vez que material contaminado é encontrado junto com a coleta seletiva na cidade. Em nota, a pasta condenou a ação. “Esta atitude é totalmente proibida, caracterizando-se como Crime Ambiental, passivo de multa e sanções administrativas aos responsáveis”, aponta. Conforme os responsáveis pelo setor, foi aberta uma investigação para apurar os culpados pelo descarte impróprio. “Isto pode causar risco de contaminação biológica e infectocontagiosa para seres humanos e meio ambiente. Tais resíduos, conforme a Resolução CONAMA n°358/2005 e Resolução Anvisa n°222/2018, devem passar por um tratamento específico antes de serem rejeitados e sua coleta precisa ser realizada por meio de estanques, rígidos, hígidos e resistentes, sendo o gerador responsável por sua destinação”, explica a nota.

Em relação ao descarte incorreto de medicamentos, a secretaria informou que todo o material do tipo deve ser entregue no local de sua compra ou junto a farmácia do Centro Municipal de Saúde. Mais informações no fone 3461-8879.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário