Economia

Demissões marcam o mês de dezembro na região e no país

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

O mercado de trabalho na região fechou 2018  com mais demissões que contratações. Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 23, pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. De acordo com os dados atualizados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o saldo para o mês de dezembro foi negativo nos três municípios pesquisados (Bento Gonçalves, Farroupilha e Garibaldi). No entanto, o saldo dos últimos 12 meses aponta mais contratações do que desligamentos em duas cidades.

Na Capital Nacional do Vinho, só em dezembro, foram perdidos 511 postos (648 admissões e 1.159 demissões). Em Farroupilha o número de postos criados foi de 407 e o fechamento de vagas chegou em 837, totalizando um déficit mensal de 430 postos. Em Garibaldi, a tendência seguiu o ritmo das demais cidades, quando foram criados 198 vagas e eliminadas 486, um saldo negativo de 288.

No acumulado do ano, Bento e Garibaldi fecharam com mais vagas criadas do que fechadas. Farroupilha encerrou 2018 com saldo negativo.

Bento Gonçalves – 16.898 (admissões) – 16.249 (demissões) = 649

Farroupilha – 9.022 (admissões) – 9.437 (demissões) = – 415

Garibaldi – 5.865 (admissões) – 5.425 (demissões) = 440

No país

O Brasil encerrou 2018 com saldo positivo de 529,5 mil empregos formais, segundo dados divulgados pelo Caged). Esse foi o primeiro saldo positivo desde 2014, quando houve geração de 420,6 mil empregos formais.

De acordo com a secretaria, em dezembro, devido às características habituais do período para alguns setores, houve retração no mercado formal. A queda no mês ficou em 334,4 mil postos, resultado de 961,1 mil admissões e 1,2 milhão de desligamentos.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário