Geral

Curso Pedreiro em Edificações, do programa Menor Aprendiz, ganhará segunda turma

Da Redação
Escrito por Da Redação

O mês de fevereiro marcou o reinício das aulas do curso Pedreiro em Edificações para os dez jovens integrantes do programa Menor Aprendiz, resultado de uma parceria entre a Ascon Vinhedos e o Senai-Cetemo. O segundo e penúltimo módulo aborda aulas teóricas e práticas sobre alvenaria, concretagem e aplicativos de revestimento. A partir de abril, o último módulo tratará de instalações hidráulicas e elétricas.

O programa teve início em março de 2014 e atende a Lei 10097/2000 que determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional. O objetivo do Menor Aprendiz em Bento Gonçalves é atender a demanda por mão de obra do setor da construção civil na cidade e região. Totalmente gratuito e com benefício financeiro, o curso ocorre diariamente, das 7h45min às 11h45min.

Ao final do curso de 1200 horas/aula, os jovens estarão aptos para trabalhar na construção civil. De acordo com o instrutor Michel Marcante essa é uma excelente oportunidade para que os jovens de menor idade. “A turma está muito bem, assimilando o conteúdo e sendo elogiada por profissionais do setor que participam do projeto por meio de palestras e cursos. Eles demonstram estarem muito bem preparados em áreas de planejamento e segurança na construção civil”, enfatiza Marcante.

Diego Panazzolo, presidente da Ascon Vinhedos, afirma que será formada uma segunda turma para o segundo semestre e os jovens interessados podem manifestar interesse diretamente com a Ascon Vinhedos, pelo telefone (54) 3454.5734. Os pré-requisitos são escolaridade mínima de 6ª série e ter idade entre 16 e 22 anos. “Tivemos muito êxito com a primeira turma, são jovens bastante interessados, além de instrutores empenhados em passar o máximo de conhecimento. Temos muito a agradecer ao Senai-Cetemo pela parceria e esperamos que o programa tenha sequência por muito tempo no sentido de qualificar jovens e formar mão de obra para o setor da construção civil”, ressalta.

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário