Geral

Cubra-se também de cuidados nesse frio

Da Redação
Escrito por Da Redação

Com a queda das temperaturas no inverno há um aumento no uso de aquecedores em geral. Há diversos modelos no mercado, movidos a gás, energia elétrica, energia solar entre outras opções. Isso sem falar dos portáteis. Todos eles, no entanto, requerem cuidados para manuseio e manutenção, principalmente pelo fato de serem ligados em geral na parte da noite, quando os proprietários se preparam para dormir. Bento registrou dois incêndios no último mês, em que as vítimas perderam objetos pessoais e tiveram a casa consumida pelas chamas. Por conta disso, precauções para não ficarmos expostos a uma situação de risco devem ser tomadas.

O capitão do Corpo de Bombeiros de Bento Gonçalves, Sandro Carlos Gonçalves da Silva, reforça a importância que a população tem que ter quando o assunto é se aquecer no frio. “Esse período que antecede e, inclusive, durante o próprio inverno, é um período que faz com que aumente o número de incêndios, principalmente em residências. Pela experiência que temos e pelo tipo de ocorrência que recebemos, percebemos que a maioria desses incidentes está ligado a algum tipo de aquecedor, seja ele à gás, elétrico, lareira/fogão a lenha, ou artesanal”, comenta.

O Corpo de Bombeiros salienta que os cuidados devem ser extremos, pois em caso de início de incêndio, até que o comando chegue à localidade pode levar alguns minutos. “Quando as labaredas já estão saindo pelas janelas, os bombeiros vão até o local para evitar um mal maior, é um risco muito grande, principalmente quando as casas são mais afastadas, de difícil acesso, pois as viaturas/caminhões não conseguem chegar à frente da moradia que está precisando de auxílio”, observa.
Os aquecedores elétricos, causam, muitas vezes, sobrecarga na rede elétrica das residências. “Isso faz com que a fiação chegue ao seu limite. Então os fios precisam ser novos e, sob hipótese alguma, a população deve ligar aquecedores e lençóis térmicos, com outros aparelhos em um único adaptador”, ressalta.

O capitão Sandro salienta que ao utilizar aquecedores portáteis é importante mantê-los longe de cortinas, tapetes, móveis ou outros materiais que propaguem fogo facilmente. A atenção redobrada com as crianças também é fundamental. “Não deixe que crianças se aproximem do aquecedor, pois o contato direto pode causar queimaduras. Desligue os aparelhos sempre, assim como qualquer outro equipamento elétrico, pelo interruptor, e depois na tomada, jamais puxando pelo fio”, salienta.
A tragédia se alastra muito rápido e por conta disso o Corpo de Bombeiros pede que a população ligue para a corporação para sanar algumas dúvidas. “A gente pede que entrem em contato, não precisa ter vergonha, iremos ajudar dizendo se aquilo que ele está querendo fazer é seguro ou não”, finaliza o capitão.

Leia mais na edição impressa do Jornal Semanário desta quarta-feira, 22 de junho de 2016.

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário