Saúde

Como identificar a perda de audição

Laura Gross
Escrito por Laura Gross

A perda auditiva afeta um grande número de pessoas no mundo todo, conforme relatam as fonoaudiólogas Fabiane Bottega e Gabriela Pergher da Órion Serviços para Saúde. Com o tempo, a perda auditiva pode causar efeitos como ansiedade, depressão, isolamento social e solidão. Por isso é tão importante buscar uma solução o mais rápido possível. Se você possui perda auditiva, é importante saber que você não está sozinho. De fato, você é um entre 500 milhões de pessoas no mundo todo. Na maioria dos países, uma a cada seis pessoas possui algum grau de perda auditiva. Mas fique tranquilo, pois em 90% dos casos, um aparelho auditivo bem adaptado pode melhorar a comunicação das pessoas com perda auditiva. Esteja certo de que existe uma solução.

Na maioria das vezes, a perda auditiva inicia-se de maneira gradativa e despercebida. Aqui listamos os principais sinais de alerta: as pessoas aparentam murmurar com mais frequência; você ouve, mas tem problemas em entender; por vezes você pede para que as pessoas repitam o que disseram; conversas ao telefone são mais difíceis; é difícil ouvir sem observar o rosto de quem fala; as pessoas dizem que você ouve rádio e TV muito alto; há algo zumbindo em seu ouvido; conversas são difíceis em um grupo muito grande; você tem problemas de acompanhar conversas com mais de duas pessoas; você sente dificuldades para ouvir em lugares muito cheios como restaurantes e shoppings. Se você respondeu sim a qualquer uma das perguntas acima, existe chance de você possuir algum tipo de perda auditiva. Você deve procurar um médico otorrinolaringologista para uma avaliação adequada. O otorrinolaringologista, médico especializado em distúrbios de audição fará uma avaliação geral da sua orelha.

Ele possivelmente pedirá a realização de exames para avaliar a sua audição. Você provavelmente fará audiometria que é realizada por um fonoaudiólogo. Caso o otorrinolaringologista lhe indique o uso do aparelho auditivo, você deve procurar um fonoaudiólogo. Através do resultado dos exames e da investigação das suas necessidades auditivas, ele selecionará o aparelho mais adequado para você e lhe fornecerá todas as informações sobre ele.

Fonte:

Fga. Fabiane Bottega
CRFa 7 08943
Especialista em
Saúde Auditiva
54 3075 0775

Fga. Gabriela L. Pergher
CRFa 7 8547
Especialista em Linguagem
e Neonatologia
54 3075 0775

Sobre o autor

Laura Gross

Laura Gross

online@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário