Antônio Frizzo

Bom dia, prefeito Pasin!

Antônio Frizzo
Escrito por Antônio Frizzo

BOM DIA, PREFEITO PASIN!
Pois é, Prefeito, a coisa ficou complicada. As denúncias levadas a público pela imprensa nesta semana foram de arrepiar até os esquimós. Elas colocaram, indubitavelmente, sob suspeita o Novo Plano Diretor, Prefeito. O Ministério Público já abriu investigação para apurar as denúncias, razão pela qual eu entendo – e grande parte da população também – que o Plano não poderá tramitar, ser discutido, emendado ou aprovado pela Câmara de Vereadores. O Brasil está vivendo momentos de extrema preocupação com denúncias por atacado contra políticos, empresários, funcionários públicos e privados. Se esse Plano Diretor tramitar, mesmo sob tantas dúvidas, certamente as suspeitas sobre tudo o que o envolve – interesses da população, interesses privados, futuro do município, etc. – tomarão proporções inimagináveis. Pense nisso, prezado Prefeito Pasin! O Presidente Scussel já manifestou opinião contrária à tramitação do Plano Diretor. E é melhor que toda a comunidade pense BEM nisso.

A PROPÓSITO…
Nos últimos tempos várias “bombas” explodiram em Bento Gonçalves. Detalhe é que um município que era notícia estadual e nacional pelas suas coisas boas, passou a ser alvo de notícias que o macularam muito. Tivemos vários casos, como concursos públicos da prefeitura e da câmara de vereadores, cuja idoneidade foi colocada em dúvida; tivemos o caso dos funcionários da câmara que faziam empréstimos em seus nomes para repassar “retorno” de seus salários a vereadores; tivemos o caso do desvio de verbas por uma funcionária, ainda na gestão de Lunelli. Agora, o Ministério Público investiga o Plano Diretor. As perguntas que a população faz é: A QUANTAS ANDAM ESSES PROCESSOS? Por que esse caso do Plano Diretor está “em segredo de justiça”, se é de interesse público? A população de Bento Gonçalves quer saber tudo isso.

E ENTÃO, PARLAMENTARES?
E a pergunta vale, também, para o governo central. Afinal, quando farão novas legislações sobre a penalização de bandidos, de todos os calibres, por crimes cometidos, SEM essas coisas de cumprir um sexto da pena e sair da prisão? Agora, dois perigosíssimos bandidos foram liberados e um deles estava foragido. E as “saídas” para dia das mães, dos pais, Natal, etc.? Neste dia das mães uma famosa criminosa (Suzane) – que matou pai e mãe – foi liberada. A polícia prende bandidos, ladrões, criminosos de todos os tipos e a justiça, seja por falta de presídios, seja por falta de amparo legal, libera essa gente que, via de regra, volta a delinquir. Nosso parlamento e nosso governo estão recheados de corruptos. Será que é por isso que não reformam a legislação?

ESTÁ “QUASE BOM”, AGORA!
O que está faltando, ainda, para que os “manifestoches” voltem a bater panelas durante o Jornal Nacional e ocupem as ruas “contra a corrupção”? Os combustíveis atingem patamares jamais imaginados pela população, graças a um “exemplo de executivo”, colocado na presidência da Petrobrás, para “saná-la”. Obviamente, aumentando o preço como ele está fazendo, qualquer um, de mediana inteligência, sanearia a Petrobrás ou qualquer empresa. E o que dizer do dólar, batendo ontem nos R$ 3,77? E a energia elétrica subindo 20%? Ah, sim, mas a inflação “está sob controle”, segundo o “jênio” que desgoverna o Brasil. Então, quando ouviremos o som das panelas e as camisas verde-amarelas nas ruas?

PRIVATIZEMOS TUDO!
A privataria está na pauta do governo do Estado e no governo federal. Querem “vender” (por assim dizer) estatais e, para tanto, as sucateiam. Será pensando em “barateá-las” para os “amigos”? O ex-governador antonio brito “privatizou” (?) a CRT e a CEEE, “esquecendo” apenas de privatizar AS DÍVIDAS das empresas também. O resultado foi que, só com a CEEE, nós, povo, pagamos mais de UM BILHÃO E MEIO de indenizações a funcionários. Agora querem privatizar o que sobrou da CEEE. Mas, certamente, só privatizarão as contas dos clientes, como fez o brito, deixando o passivo para nós pagarmos. Importante dizer-se que a privataria do brito e do governo fhc não resolveram o problema do déficit público. E não resolverão agora. Vender a mesa da cozinha para quem tem dívidas de 500 mil reais apenas ficará SEM a mesa e com as mesmas ou maiores dívidas. Mas os “amigos” ficarão bem na foto. Que tal privatizar os governos?

NOSSO TRÂNSITO
O número de veículos circulando cresce em proporções geométricas em Bento Gonçalves. Mas, lamentavelmente, as ações para se tentar amenizar os caos disso advindo são precárias. O que foi feito na rua Ramiro Barcelos, trecho entre a General Osório e Saldanha Marinho é, no mínimo, risível. Os “interésses” de poucos se sobrepõem aos da maioria, como as obras em andamento e as ruas de escolas. Precisamos de um novo plano viário, Prefeito Pasin. Com urgência!

ÚLTIMAS

Primeira
O vereador Pessutto (PSDB) criticou o governo Dilma por ter baixado o preço da energia em 20%. Já imaginaram a quantas andaria a energia elétrica se ela não tivesse baixado?

Segunda
STF começou a enviar para a 1ª Instância do judiciário os processos dos políticos que perderam o foro privilegiado. Bem, se a 1ª e 2ª instâncias levarão o tempo que leva o processo do Eduardo Azeredo (ex-PSDB), é melhor absolvê-los logo. Será mais barato para o povo;

Terceira
Novo presídio teve iniciada a terraplenagem. Será que agora vai? Ou a “caranguejada” vai inventar algo para barrar a obra?

Quarta
Até quando, mesmo, aquele cara vai ficar ditando o preço dos combustíveis? QUATRO aumentos nesta semana é “praacabá”, mesmo?

Quinta
Com o ICMS (imposto estadual) a 42,85% sobre os combustíveis, energia elétrica e comunicações, o governo Sartori está arrecadando os tubos, né? Creio que até os salários ele irá pagar em dia;

Sexta
O que de mais importante está acontecendo no futebol, para nós, bento-gonçalvenses, é o jogo entre Esportivo x Pelotas. Vencer é a dura tarefa do Esportivo amanhã, às 16 h, na Montanha dos Vinhedos. Vamos prestigiar nosso Esportivo?

Sobre o autor

Antônio Frizzo

Antônio Frizzo

Economista e colunista do Jornal Semanário há 35 anos.
antoniofrizzo@italnet.com.br
www.jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário