Cultura

Bento Gonçalves: a sua história em imagens

Lucas Delgado
Escrito por Lucas Delgado

Conhecer a própria história é o primeiro passo para tornar uma comunidade unida e bem-aventurada. A exposição “Relatórios de intendência: Olhares sobre Bento Gonçalves” busca retomar o passado formador da cidade através de registros fotográficos e orais.

Fixada no Museu do Imigrante, a mostra é baseada em grandes trabalhos e projetos. A raiz da exposição expográfica foi extraída da pesquisa histórica de 2005 das autoras Bernardete Schiavo Caprara e Terciane Ângela Luchese.

A exposição revela detalhes das chegadas do povo italiano no solo que, hoje, está formada Bento Gonçalves.

Entretanto, quem observa esta cidade organizada, conhecida nacionalmente por sua prosperidade, pode desconhecer as dificuldades que os europeus encontraram em sua chegada.

Fotos: Lucas Delgado

De acordo com o mediador Enio Balastro, os italianos fugiram das mazelas de sua terra-mãe, porém, no pós-migração, encontraram outros problemas. “Eles chegaram aqui na véspera de natal. Chegaram em um lugar que era mata fechada e em um período de entressafra. Ainda que houvesse um solo preparado para plantio, não haveria tempo imediato para colheitas. Então os imigrantes tiveram de trabalhar muito para conseguir tirar frutos desta terra”, explicou.

Existe o registro fotográfico de momentos importantes de Bento Gonçalves. São expostos o lançamento da pedra fundamental, a construção do prédio da prefeitura da cidade, bem como registros de famílias que estiveram presentas no início da formação da cidade.

Além disso, o início de grandes histórias são contadas no Relatórios de intendência: Olhares sobre Bento Gonçalves. “Temos aqui a história do Hospital Tecchini, de certa forma. Os visitantes podem observar Bartholomeu Tacchini, que chegou da Itália recém formado em medicina. Pelas imagens, vemos ele visitando as pessoas de carroça pelo interior. E hoje temos o complexo hospitalar tão importante para a região em sua homenagem”, valoriza Balastro.

A relação da comunidade e exposição

A exposição do Museu do Imigrante faz parte das festividades de aniversário de Bento Gonçalves. De acordo com a museóloga da instituição, Deise Formolo, a mostra é uma forma de criar o elo da cidade com o povo. “A exposição faz parte do calendário dos 127 anos da cidade. O intuito é aproximar cada vez mais os documentos e registros de Bento Gonçalves com os cidadãos locais”, afirma.

Ainda, segundo a museóloga, a comunidade pode ser muito importante para a preservação da memória local. “Temos muitos registros de imagens, porém, alguns relatos orais são escassos. Nós queremos que as pessoas que conhecem as histórias nos ajudem a dizer o que cada imagem representa ou representou”, salienta Deise.
A exposição “Relatórios de intendência: Olhares sobre Bento Gonçalves” estará aberta até 2 de março. O Museu do Imigrante tem visitação aberta e gratuita.

 

Sobre o autor

Lucas Delgado

Lucas Delgado

esporte@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário