Regional

Barragens da região não correm risco de rompimento

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Fiscais da Agergs estiveram analisando as Usinas Hidrelétricas de Monte Claro, 14 de Julho e Castro Alves, que estão em perfeitas condições

Fiscais da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs), seguindo orientações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizaram nos dias 21 e 22 de fevereiro os processos de fiscalização das barragens das Usinas Hidrelétricas da Companhia Energética Rio das Antas (Ceran). No relatório divulgado, não foram encontradas anormalidades que pudesse afetar a segurança da estrutura.

O trabalho teve início no dia 15 de fevereiro, quando foi realizada uma reunião na sede da Agers, em Porto Alegre, para verificação da documentação relacionada ao Plano de Segurança da Barragem e ao Plano de Ação de Emergência de cada uma das usinas.

Posteriormente, nos dias 21 e 22 de fevereiro, a fiscalização das barragens foi feita pessoalmente nas Usinas Hidrelétricas Monte Claro, 14 de Julho e Castro Alves. O parecer final da fiscalização deverá ser encaminhado na segunda quinzena do mês de março.

A inspeção das barragens faz parte de uma força-tarefa capitaneada pela ANEEL, que nessa primeira ação, fiscalizou as barragens de 21 usinas hidrelétricas. Até o mês de maio, a previsão é fiscalizar as barragens de 142 hidrelétricas em 18 estados brasileiros. Após essa primeira etapa, a ANEEL continuará a inspeção presencial e pretende alcançar, até o mês de dezembro, um total de 335 barragens.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário