Geral

Banheiros da Praça São Bento estão depredados

Da Redação
Escrito por Da Redação

Estrutura inaugurada há menos de um ano foi pichada e quebrada; prefeitura alega que fará reparos ainda neste mês

Menos de um ano após a inauguração dos banheiros da praça Praça Achyles Mincarone, no bairro São Bento, o local se encontra em estado de abandono. Paredes foram pichadas e parte da louça e das fechaduras, quebradas. Além disso, os espelhos foram arrancados. O Poder Público informa que os reparos estão previstos para a primeira quinzena deste mês e devem custar cerca de R$ 500,00.
Moradores atribuem os atos de vandalismo à falta de vigilância 24 horas no local. José Romagna, 78 anos, que mora a 200 metros da praça, entende que é preciso segurança. “Não é necessidade vir aqui e quebrar um banheiro que recém foi feito. Ele está sendo destruído, falta guarda de noite. Se não cuidar, a Prefeitura vai arrumar e eles vão vir aqui quebrar de novo”, salienta.
Segundo G.V, que preferiu não se identificar, a segurança foi prometida pelo prefeito Guilherme Pasin no ato da inauguração, mas a vigilância durou poucas semanas. “Tem gente que faz necessidades na porta do banheiro ou na frente da igreja. Não tem ninguém aqui de noite para cuidar. Precisa de segurança”, salienta.

Gastos com vandalismo

A média de recursos despendidos para reparar locais públicos danificados pelo vandalismo é de R$ 25 mil anual. Em alguns meses, o Poder Público alega gastar até R$ 3,5 mil.
De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Claudiomiro Dias, as praças centrais são os principais alvos dos vândalos. “Na Valter Galassi roubam todo dia as lâmpadas, se não colocar um cadeado na porta, o pessoal arrebenta e entra”, aponta. Segundo o secretário, pichações também são problema recorrente.
Além disso, Dias afirma que o prefeito não havia prometido aos moradores segurança na Praça São Bento. “Dois vigias se aposentaram e a Secretaria teve que remanejar para outros lugares essenciais, como postos de Saúde. Não foi feito promessa, a secretaria estuda a possibilidade do retorno do vigia ao local, mas será preciso nova licitação”, informa.
O secretário ainda enfatiza que a manutenção dos banheiros públicos é prioridade da Prefeitura. “Sofremos com depredações, está sendo estudada a possibilidade de parcerias público-privadas para administração destes locais”, prevê.

fotos: Lucas Araldi

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário