Regional

Ausência em consultas e exames prejudica pacientes na fila de espera em Garibaldi

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde Garibaldi mostram que em 2017,  cerca 15% dos pacientes não comparecem aos atendimentos agendados ou não retiram os exames feitos. O percentual inclui consultas médicas, exames de sangue e imagem (radiografia, mamografia, ecografia e tomografia).

Para orientar a comunidade, há cerca de dois anos a Secretaria da Saúde publica o material informativo “Etiqueta do Paciente”, em que é solicitado o aviso, caso o usuário não possa comparecer. Foto: Ascom PM Garibaldi

De acordo com a secretária da pasta, Simone Agostini de Moraes, em apenas um dia de fevereiro, sete pessoas faltaram à mamografia que haviam agendado. Ela lamenta a falta de importância dada por esses pacientes ao serviço público e à própria saúde. “Se a pessoa não busca o resultado, é porque não está interessada em se tratar. E antes do exame, também foi investida uma consulta neste paciente”, lembra.

Além do investimento financeiro, Simone reforça que o não comparecimento a consultas e exames atrasa a fila para outras pessoas, que podem ter um caso de doença mais grave. “Pedimos que as pessoas reflitam que aquele exame dispensado tem custo e poderia ser utilizado por alguém que realmente precisa”, enfatiza.

Ainda de acordo com Simone, a secretaria, junto ao Conselho Municipal de Saúde e a Câmara de Vereadores, estuda uma maneira de coibir um novo acesso a quem não compareceu aos serviços.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário