Opinião

Aristides Bertuol – Um destaque na comunidade

Da Redação
Escrito por Da Redação

Nascido em Bento Gonçalves aos 17 de outubro de 1916. Desde cedo a vida mostrava-lhe caninhos de trabalho e dedicação. Aos 5 anos de idade, perdeu a mãe e passou a morar com parentes, passado algum tempo, seu pai casou-se novamente e Aristides voltou para o convívio com seu pai, madrasta e seus novos irmãos.

Aos treze anos começou a trabalhar como motorista de caminhão, de propriedade do pai, transportando mantimentos. Este tipo de trabalho, despertou-lhe a paixão por automóveis. Era um jovem trabalhador e responsável, com grande vontade de progredir e vencer. Em 6 de abril de 1943, casou-se com Elmira Rovedo. A família cresceu com a vinda de Três filhos: Aristides Filho, Carlos e Paulo Bertuol.

Aristides foi um administrador nato.

NO AUTOMOBILISMO, ele foi ” O ÁS DE BENTO GONÇALVES”, como era conhecido, participou de inúmeras competições locais, estaduais, nacionais e internacionais.

Em todas as provas que participou obteve as primeiras classificações. Numa das provas em que participou em São Paulo, sem que sua família e amigos soubessem, foi a que lhe deu a manchete: ” GAÚCHO VEM, CORRE E VENCE.”

Destacamos a carreira de piloto, pois a mesma lhe deu notoriedade e prestígio em todo o País, divulgando o município de Bento Gonçalves. Rapidamente ficou conhecido em todo o Estado, e País, onde era considerado um herói. Esta popularidade fez com que seus amigos, o incentivassem para a carreira política, na qual não queria integrar-se devido, aos compromissos pessoais.

Na política, foi vereador no período de 1952 a 1956, pelo partido PTB na cidade de Bento Gonçalves. Seu trabalho como político, de vereador a Deputado, o que mais se destacou é a sua constante preocupação em beneficiar os vitivinicultores. No que se refere às tabelas de preços às condições das estradas que ligava os distritos à cidade.

No período de 1960 a 1963 ocupou o cargo de vice prefeito – eleito. O prefeito era Achyles Mincaroni, sendo que ele exerceu o cargo de Prefeito no período de 07/02/1963 a 31/12/1963.

Em julho de 1966 foi realizada a primeira sessão para o fim especial de coordenador, Aristides Bertuol, foi eleito presidente do MDB – de Bento Gonçalves.

Neste período de 1963 a 1966, presidiu a Executiva, sendo que em 20 de agosto de 1966 foi escolhido por unanimidade como candidato a Deputado Estadual, tendo sido citado seu desempenho e qualificação para então representar o Partido como está referido na ata nº 4.

Em 31 de janeiro de 1967 integrou a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Foi reeleito exercendo novos mandatos até 31 de janeiro de 1975.

– Apoiou a Festa Nacional do Vinho, e salientou o grande sucesso em nível nacional, mas acentuou que a experiência serviu para atestar as dificuldades de acesso a Bento Gonçalves, em vista do mau estado das estradas.

Foi um incentivador da vitivinicultura de toda a Região Colonial Italiana.

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário