Cultura

A arte como ferramenta de inclusão

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Segunda edição de festival estudantil – EducArte – buscou fomentar a participação de alunos e professores, além de proporcionar o intercâmbio cultural entre os envolvidos

Com a participação de 700 alunos de 14 escolas municipais e estaduais, as noites de segunda e terça-feira, 5 e 6 de novembro, levaram ao palco do Anfiteatro Ivo A. Da Rold da Fundação Casa das Artes, música, arte e emoção. Com intuito de incentivar o interesse pela arte entre os estudantes da rede de ensino de Bento Gonçalves, as Secretarias de Cultura e de Educação realizaram a segunda edição do projeto “EducArte – Festival Estudantil de Arte”.

O objetivo, segundo os organizadores, foi gerar o intercâmbio de saberes entre artistas locais, estudantes e escolas no contraturno, através de linguagens artísticas como a música, dança e teatro.

O evento, que ocorreu às 19h30min nos dois dias, gratuito nas duas noites, não é realizado em forma de competição, mas sim, com a apresentação das performances. Para o secretário da Cultura e presidente da Fundação Casa das Artes, Evandro Soares, o EducArte vem para somar às demais atividades que o município realiza no fomento à cultura. “Trata-se de um momento que visa a valorização do desenvolvimento das aptidões inatas dos estudantes, integrando e estimulando a interdisciplinaridade das artes”, afirma.

Preparação dos espetáculos

Desde agosto passado, as escolas iniciaram os preparativos para a elaboração das performances, quando encaminharam as fichas de inscrição. Depois disso, cada educandário organizou seu festival estudantil, onde a Secretaria da Cultura disponibilizou 15 artistas locais para apoiar os alunos na produção dos seus trabalhos.

Eles foram às escolas para contribuir com seus conhecimentos técnicos como iluminação, direção, atuação, marcação de cena, orientações, dentro de cada segmento.
Posteriormente, a comissão julgadora, formada pelas coordenadoras do evento da secretaria municipal de Educação, Luciane Sberse e Marli Marangoni Tasca, e o representante da pasta da Cutura, Cristian Bernich, foram os responsáveis pela seleção e monitoramentos dos trabalhos.

O festival

O EducArte foi organizado em parceria pelas secretarias municipais de Educação e de Cultura. Dividido nas modalidades música, teatro e dança, o festival é realizado em duas etapas nas escolas participantes, sendo os ensaios e montagem dos espetáculos seguido das apresentações, abertas a todos os colegas.

Cada escola participante teve um trabalho selecionado em casa modalidade para a grande mostra que foi realizada na Casa das Artes. Todas as escolas do município foram convidadas a participar, incluindo a rede particular e estadual.

Escolas participantes

EMEF Professor Agostino Brum
Instituto de Educação Cecília Meireles
Escola Estadual Angelo Chiamolera
EMEF Fenavinho
EMEF Professor Ulysses Leonel de Gasperi
EMEM Alfredo Aveline
Escola Estadual Dona Isabel
Escola Estadual Mestre Santa Bábara
EMEF Santa Helena
EMTI São Roque
EMEF Professora Vânia Medeiros Mincarone
EMEF Professora Maria Borges Frota
EMEF Princesa Isabel
EMEF Doutor Tancredo de Almeida Neves

Fotos: José Stefenon

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário