Blog Henrique Alfredo Caprara

A Água do Pasin – Fica Tudo como Dantes

Ali no Barracão, antes da entrada para o Country Club, à direita, tem uma fonte de água. Tenho como verdade, ele nunca me disse isso, que meu avô comprou o terreno para assegurar a água para os barraconenses. Um dia, Darwin Geremia ligou manifestando seu entusiasmo pelo fato de ter aberto, nos fundos da sua casa, um poço artesiano, de uma vazão extraordinária e um líquido de 100% de pureza. O que fez o Darwin? Puxou encanamento e colocou na calçada uma torneira para que os vizinhos e o bairro Botafogo, como um todo, se beneficiassem. E o que é que aconteceu? Desentendimentos. Não faltando quem levasse várias bombonas para encher e, sabe como é, demora.. Já vi esse filme. Foi lá em Evian, na França, uma das mais belas cidades que já conheci na vida, sustentada pela mais famosa água mineral do mundo, a Evian, de distribuição mundial. A cidade é linda, hotéis luxuosos, cassinos, lago, iates, restaurantes, “linda como Bento”, diria nosso prefeito. Porém mais, muito mais, histórica, a cidade mantém sua secular fonte da qual a população se serve da famosa água. Após jantar, já pela madrugada, caminhávamos pelas belas ruas de Evian, quando nos deparamos com o local de uma arquitetura impressionante, um quê da Fontana di Trevi. E de repente, em plena madrugada, habitantes tiravam suas bombonas do porta malas e enchiam, fazer isso de dia pegaria mal. “Isso não daria certo em Bento”, pensei.

Bem, por que lembrei disso? Por causa da ideia de distribuir água à população diante desse calor senegalesco. Não vai faltar gente andando pela cidade com uma garrafinha de água mineral na mão e respondendo para quem quiser perguntar: “é água do PASIN”. Sim, porque NESTLÉ, SARANDI e DA PEDRA é que não vai ser. Ou vai? Seja que água for, será que Pasin, como Darwin, vai assegurar sua pureza?

Hidratar-se faz parte de um tratamento moderno, com mais ênfase agora, recomendado por nutricionistas, médicos, até pelo Nono e pela Nona. Dois litros e meio por dia, pode ser de legumes, verduras ( 80% compostos de água), chimarrão, pode ser água da Corsan porque, mesmo vinda do Rio Barracão que é cheio de cocô, a empresa garante seu grau de pureza, pode ser até a água do Pasin. Não pode mais ser da fonte do Darwin porque, diante dos desentendimentos, ele tirou a torneira. Evian – Darwin – Pasin: Ações Humanitárias.

Fica Tudo como Dantes

Esta semana o Governador Eduardo Leite, acompanhado de seu “staf”, deu coletiva e, confesso, suas declarações não me surpreenderam. Os salários dos servidores vão continuar a ser pagos parcelados (apresentou até um plano), a dívida do estado é impagável sem o acordo com o Governo Federal e disse mais o Governador; se esse acordo não for firmado, seu governo terminará com o estado amargurando um rombo de 43 bilhões, hoje estaria em 22 bilhões. E o Governador apelou para a união dos gaúchos em torno da solução do problema do estado. Como diria aquele ditado: “não há nada como um dia atrás do outro”. Na campanha eleitoral Leite dizia que era só readequar as despesas do estado que os salários seriam pagos em dia. E que se reuniria com o Presidente e acertaria o problema da dívida. E o Gringo Sartori dizia “parole, parole..” Pois foi o que aconteceu: nem acerto para pagamento da dívida, nem pagamento de salários. Leite vai governar “na linha”, vai depender de muita união, criatividade, humildade e trabalho. Suas ações iniciais foram positivas, mas de boas intenções o mundo está cheio. Leite foi eleito porque disse, habilmente, que iria ser melhor. Pois que seja, estamos torcendo. LEVANTA GAÚCHO!

Sobre o autor

Henrique Alfredo Caprara

Henrique Alfredo Caprara

Diretor do Sistema S de Comunicação
www.jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário